Postagens

Mostrando postagens de 2014

Quais os efeitos do tratamento de osteopatia craniana na oxigenação cerebral?

Effect of Cranial Osteopathic Manipulative Medicine on Cerebral Tissue Oxygenation
Efeito do Tratamento de Medicina Osteopática Craniana na oxigenação dos tecidos cerebrais

From the departments of integrative physiology (Drs Shi and Downey and Mr Prajapati) and osteopathic manipulative medicine (Drs Rehrer, Stoll, and Gamber), the Cardiovascular Research Institute (Drs Shi and Downey), and The Osteopathic Research Center (Drs Shi, Gamber, and Downey) at the Univer- sity of North Texas Health Science Center in Fort Worth. Financial Disclosure: This study was supported in part by AOA grant #09- 11-594. Address correspondence to Xiangrong Shi, PhD, 3500 Camp Bowie Blvd, Department of Integrative Physiology, University of North Texas Health Sci- ence Center, Fort Worth, TX 76107-2644.



O uso do tratamento de medicina osteopática craniana (OMM) e os efeitos na saturação de oxigénio do tecido cerebral poderia desempenhar um papel na manutenção da homeostase cerebral.
Sabemos que a osteopatia tem u…

Quais os efeitos do tratamento osteopático na prevenção de problemas cardíacos - hipertensão arterial?

Osteopathic manipulation as a complementary treatment for the prevention of cardiac complications: 12-Months follow-up of intima media and blood pressure on a cohort affected by hypertension

Francesco Cerritelli, MS, DO a,b,*, Fabrizio Carinci, MS a, Gianfranco Pizzolorusso, DO a,b, Patrizia Turi, DO a,b, Cinzia Renzetti, MD, DO b, Felice Pizzolorusso, DO b, Francesco Orlando, DO b, Vincenzo Cozzolino, MD, DO b, Gina Barlafante, MD, DO 
b a European Institute for Evidence Based Osteopathic Medicine (EBOM), Viale Unita ` d’Italia 1, 66100 Chieti, Italy b AIOT Research Institute, Pescara, Italy Received 18 September 2009; received in revised form 5 March 2010; accepted 20 March 2010 KEYWORDS


O Objetivo do estudo foi investigar a associação entre a hipertensão e tratamento osteopático . 
Métodos: O projeto foi um estudo randomizado incluindo indivíduos atingidos por hipertensão e alterações vasculares, utilizando diferenças pré e pos da espessura da íntima-média , pressão arterial sistólica e d…
THE EFFECT OF AN ALTERNATIVE MEDICAL PROCEDURE UPON LOW-FREQUENCY OSCILLATIONSIN CUTANEOUS BLOOD FLOW VELOCITY
Kenneth E Nelson, DO NiceteSergueff, DO and Thomas Glonek, PhD

TÍTULO: O efeito de um procedimento médico alternativo na baixa frequencia de oscilação da velocidade do fluxo sanguíneo.

O estudo em questão estuda o quanto a manobra de compressão do 4 ventrículo pode influenciar na frequencia de oscilação sanguínea.
Um estudo de fluxometria foi realizado nos vasos subcutâneos capilares.
Foram utilizados 26 indivíduos saudáveis acima de 18 anos e foram recrutados 28 osteopatas diferentes para fazer os procedimentos, todos com experiência clínica de pelo menos 5 anos de atendimento com média de 48 pacientes por semana de atendimento.
Foram analizados 3 momentos distintos: 1 – pré tratamento 2 – durante o tratamento 3 – pós tratamento
Após os testes, os autores chegaram a 5 conclusões finais:
1 – A duração da intervenção da técnica de CV4 para obter resutlados terapêuticos foi de 4,43 minut…

Como a Osteopatia pode atuar nas UTIs Neonatais?

Introducing an osteopathic approach into neonatology ward: the NE-O model Francesco Cerritelli, Marta Martelli, Cinzia Renzetti, Gianfranco Pizzolorusso, Vincenzo Cozzolinoand Gina Barlafante Uma abordagem osteopática na neonatologia - o modelo NE-O
O objetivo do trabalho é  sugerir um protocolo sobre a abordagem osteopático (NE-O modelo) no tratamento de recém-nascidos internados.
O desenvolvimento do modelo NE-O, é um modelo concebido a partir do grupo NE-O da Accademia Italiana Osteopatia Tradizionale (AIOT). 
O objetivo do modelo NE-O foi codificar um procedimento osteopático para aumentar a confiabilidade, validade interna e externa, eficiência e precisão do diagnóstico e tratamento osteopático em recém-nascidos. 
O modelo NE-O foi testado em recém-nascidos, tanto prematuros e atermo, o consentimento de ambos os sexos com pais ou responsáveis legais 'informado por escrito. Critérios de exclusão foram aplicados. 
Ele é composto de um conjunto de procedimentos de avaliação e tratament…

Quais as relações entre dores lombares e a mobilidade renal após tratamento osteopático da fáscia renal?

J Bodyw Mov Ther. 2012 Jul;16(3):381-91. doi: 10.1016/j.jbmt.2012.02.001. Epub 2012 Mar 3. Low back pain and kidney mobility: local osteopathic fascial manipulation decreases pain perception and improves renal mobility. Tozzi P1, Bongiorno D, Vitturini C. Author information
1Centro di Ricerche Olistiche per la Medicina Osteopatica e Naturale, C.R.O.M.O.N., Via Pasquale Fiore 18, 00136 Rome, Italy. pt_osteopathy@yahoo.it

A lombalgia mais uma vez é tema de publicações na área de osteopatia e já sabemos  da sua importância no dia a dia de nossos consultórios.
Agora, utilizamos um variado arsenal de técnicas para tratamento desde técnicas manipulativas, músculo energia (counter strain) até técnicas de tecido conjuntivo ou fasciais.
Sabe se atualmente, que o tecido conjuntivo é um tecido de preenchimento e ligação, entre outras funções, e isso faz com que um problema em uma região seja transmitido para outra por meio desse sistema fascial. E sabe se também que a partir da mobilidade diafragmática…
Terapia manual osteopática versus tratamento conservador convencional no tratamento das desordens temporomandibulares: Ensaio clínico randomizado

Osteopathic manual therapy versus conventional conservative therapy in the treatment of temporomandibular disorders: A randomized controlled trial
A.M. Cuccia a,b,*, C. Caradonna a,b, V. Annunziata b, D. Caradonna a,b a Department of Dental Sciences ‘‘G. Messina’’, University of Palermo, Via del Vespro 129, 90128 Palermo, Italy b School of Specialization in Orthodontics, University of Palermo, Via del Vespro 129, 90128 Palermo, Italy

Disfunção temporomandibular (DTM) é um termo que reflete, dolorosas, condições craniofaciais crônicas geralmente de etiologia obscura com a função mandibular prejudicada.
O efeito da terapia manual osteopática (OMT) em pacientes com DTM é em grande parte desconhecida, e seu uso em tais pacientes é controversa.
No entanto, a evidência empírica sugere que OMT pode ser eficaz no alívio dos sintomas. Um ensaio clínico c…

Quais os benefícios em curto e longo prazo da manipulação cervical?

Chiropr Man Therap. 2014; 22: 24.  Publicado on-line 01 de julho de 2014. doi: 10,1186 / s12998-014-0024-9  PMCID: PMC4102240 
Does inter-vertebral range of motion increase after spinal manipulation? A prospective cohort study
A manipulação vertebral aumenta a amplitude de movimento após a manipulação da coluna? Um estudo prospectivo de coorte 
Jonathan Branney, Alan C Breen

Dor cervical é uma condição comum que a maioria das pessoas experimenta em algum momento de suas vidas, com as taxas de incidência de auto-relato que vão 15,5-213 por 1000 pessoas-ano e as taxas de prevalência de 12 meses em torno de 30-50%. A condição também pode ser uma importante causa de afastamento do trabalho, diminuição da produtividade e aumento dos custos de cuidados de saúde.
A manipulação da coluna para dor cervical não-específica é utilizada para melhorar a amplitude de movimento cervical, mas é difícil medir ou determinar se esse aumento está relacionado com os resultados clínicos. 
Este estudo comprometeu-se…
Imagem
TRATAMENTO OSTEOPÁTICO EM PACIENTES COM DISMINORRÉIA PRIMÁRIA: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO.
Título: Osteopathic treatment in patients with primary dysmenorrhoea: A randomised controlled trial.
Florian Schwerla a,*, Petra Wirthwein b, Michaela Ru ̈tz a, Karl-Ludwig Resch c
a German Academy of Osteopathy (AFO), Research Commission, Gauting, Germany b Osteopathic Practice, Rimbach, Germany c German Institute for Health Research (DIG) Bad Elster, Germany
REVISTA: International Journal of Osteopathic Medicine (2014) – article in press
QUAIS OS OBJETIVOS DOS AUTORES? Investigar a eficácia de uma série de tratamentos de osteopatia em pacientes com dor causada pela dismenorreia primária.
COMO FOI A METODOLOGIA? Multi-centrado ensaio clínico randomizado com um grupo de intervenção Osteopática e uma não tratada ("lista de espera") grupo controle. Sujeitos: Mulheres com 14 anos ou mais, com um ciclo menstrual regular, diagnosticada com dismenorreia primária.
COMO FOI O TRATAMENTO? Seis tratam…